OLHO NO MERCADO

COPEL é uma das principais companhias de energia elétrica do Brasil e cada vez mais
tem mirado seus olhos para o setor de matrizes energéticas renováveis. “O investimento
em energias renováveis faz parte do DNA da COPEL. Com mais de 6400 MW
(MegaWatts) de capacidade instalada de geração, aproximadamente 93% provêm de
fontes renováveis, com as principais contribuições vindo das fontes hidrelétrica e eólica”, enaltece
Vinicius Uarthe Decker, analista de planejamento na diretoria de desenvolvimento de negócios da
COPEL. O especialista conversou com exclusividade à Revista BIOMAIS: Como a COPEL encara atualmente o investimento no mercado de energias renováveis? Qual investimento feito pela empresa nos últimos anos?
O investimento em energias renováveis faz parte do DNA da COPEL. Com mais de 6400 MW de capacidade
instalada de geração, aproximadamente 93% provêm de fontes renováveis, com as principais contribuições vindo das fontes hidrelétrica e eólica. Participamos da implantação do primeiro parque eólico da região sul do Brasil, o Parque Eólico Palmas, localizado no município de Palmas (PR), com capacidade instalada de 2,5 MW, e que entrou em operação em 1999. O potencial para as energias renováveis no Brasil é enorme, não só pela quantidade, mas também pela variedade das fontes. A diversidade geográfica e econômica permite que cada região possua fontes específicas que podem ser explorados. O Paraná, por exemplo, se destaca com um grande potencial energético nas fontes hidrelétrica e biomassa. Em termos de investimento, nos últimos 3 anos a COPEL viabilizou 2 novos empreendimentos: a PCH Bela Vista (29 MW) e o Parque Eólico Jandaíra (90,1 MW). Além do desenvolvimento dos projetos, a COPEL anunciou em maio a aquisição do Parque Eólico Vilas (186,7MW). Com esta aquisição, a COPEL se consolida um dos maiores geradores de energia eólica do país, com mais de 900 MW em capacidade instalada. No total, são mais de R$ 1,75 bilhões de investimentos, considerando a aquisição e os
projetos em implantação. Além do investimento direto em ativos, a COPEL Mercado Livre, comercializadora de energia do grupo COPEL, tem realizado leilões de contratação de energia para o mercado livre, com a oferta de contratos de energia de longo prazo para as fontes solar e eólica. A oferta de contratos de longo prazo está permitindo a viabilização de diversos projetos de fontes renováveis. Este arranjo comercial ganhou importância nos últimos anos em virtude da redução de contratação de energia verificada nos leilões regulados recentes. Mundialmente o setor de energias renováveis cada vez mais ganha espaço. Qual a avaliação da COPEL sobre
o mercado no Brasil e como ele pode evoluir? Historicamente o Brasil sempre teve participação significativa das renováveis na sua matriz, em razão do uso de hidrelétricas para a expansão do sistema elétrico brasileiro. É interessante trazer alguns números sobre o setor para ilustrar essa situação. Atualmente cerca de 85% da capacidade instalada de geração do país vem de fontes renováveis e essa participação deve se manter nesse patamar. É importante ressaltar que poucos países no mundo possuem a matriz elétrica tão renovável quanto a brasileira. De acordo com dados da Aneel, no período de 2021 a 2023 devem entrar em operação no sistema interligado nacional cerca de 24 GW de capacidade instalada, com aproximadamente 90%
dessa capacidade em usinas de fontes renováveis, com participação majoritária de solar e eólica. Mesmo com a aprovação da Lei nº 14.182/2021, de privatização da Eletrobrás, acreditamos que o foco da expansão de geração no Brasil vai continuar sendo em renováveis, principalmente as fontes eólica e solar, em razão da sua competitividade no custo

leia mais aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?